Então! Chegou a sua hora. Chegou a hora de você soltar essa galinha gorda na selva.

De acordo com a teoria geral das redes, você só vai compreender os fenômenos se parar de examinar as partes das coisas e começar a prestar atenção na interação entre as partes. O grande barato está nas interações, sacou o lance? Então, minha filha, meu filho, parte para a interação agora!  Parte prá cima, pra baixo, interage de ladinho, mete um torrent da Gretchen e vê se sai por aí no Ui! Ai!  Vem, cachorro, vem cachorra, vem que tem!

Sai sem calcinha, sem cueca, mete um moleton ou uma saia curta e encara um ônibus cheio em dia de parada Gay.

Assume que tá com a macaca e aproveita pra falar umas verdades por aí. Na cara, mesmo, sem censura, sem juízo… sem freio – como diria um amigo meu dos tempos do Orkut. E se alguém te encarar, arregala bem os olhos, fica parado um pouquinho e quando notar um relaxamento do outro, cospe na cara. E aí corre. Corre e vai dando umas cambalhotas. Saltita sem direção, tipo vôo de mosquito. Pessoal fica assustado e prefere manter distância.

Tua hora é hoje. Para com a palhaçada do equilíbrio, porque equilíbrio é o zero dos números inteiros. Infinito pra lá, infinito prá cá, e você aí paradão. Sai daí e cai no balanço. Balança e se joga, se joga e balança… Solta mão, solta pé … E se der um medinho, usa o rabo.